Anticoncepcional Ciclo 21

O contraceptivo oral Ciclo 21 possui em cada comprimido, 015 mg de levonorgestrel e 0,03 mg de etinilestradiol.

O uso do Ciclo 21 é indicado na prevenção de gravidez e no controle de irregularidades menstruais.

A pílula Ciclo 21 deve ser contra indicada em casos de:

Tromboflebite ou distúrbios tromboembólicos, ou antecedentes de tromboflebite, doença vascular cerebral ou coronariana, sangramento genital anormal de causa indeterminada, gravidez confirmada ou suspeita, carcinoma mamário ou dos genitais confirmado ou suspeito, neoplasia estrogênio- dependente, antecedente de tumor hepático benigno ou maligno, distúrbios da função hepática intensos, entre outros.

Você deverá suspender o uso de Ciclo 21 se ocorrer náuseas e (ou) vômitos, distúrbios gastrintestinais, como empachamento e cólicas abdominais, alterações no fluxo menstrual, dismenorréia, cloasma ou melasma, que podem ser persistentes, alterações mamárias, incluindo sensibilidade.
Se ocorrer sangramento intermenstrual durante os três primeiros meses do tratamento, não interrompa o uso do Ciclo 21. O sangramento cessará espontaneamente.

Ciclo 21 deve ser tomado conforme as instruções na bula, sempre no mesmo horário, de preferência após o jantar ou antes de dormir.  Se você está iniciando uma cartela do anticoncepcional, comece no primeiro dia do ciclo mentrual, e tome as 21 drágeas subsequentes durante 21 dias. Faça uma pausa de 7 dias, período em que deverá ocorrer a menstruação.
Após a pausa, inicie uma nova cartela de Ciclo 21.

E lembre-se que somente o seu ginecologista poderá lhe receitar a melhor opção de contraceptivo oral, a auto-medicação pode ser perigoso para a sua saúde.

Leia também:

Como funciona a tabelinha?
  • Posso engravidar fora do período fértil?
  • Preço anticoncepcional Yasmin
  • Anticoncepcional Minesse
  • Anticoncepcional Ciclon
    Tags: ,

    Deixar um Comentário

    Enviar Comentário

    © 2011 Assuntos Gerais. Todos os direitos reservados.