Nota Fiscal Cidadã

O Programa Nota Fiscal Cidadã foi desenvolvido pelo Governo do estado do Pará com o objetivo de estimular o pedido de nota fiscal pelos cidadãos ajudando assim o controle e cobrança dos impostos do comércio. Basicamente o consumidor que pede a emissão de sua nota fiscal em forma de documento concorre a prêmios em dinheiro.

Para concorrer aos prêmios que o Programa Nota Fiscal Cidadã distribuirá basta que o cidadão que solicitou a emissão da sua nota fiscal acesse o site e faça o seu cadastro. Todas as vezes que o consumidor solicita a emissão do seu cupom fiscal informando o seu CNPJ ou CPF tem um documento fiscal emitido com o número do seu documento.Nota Fiscal Cidadã

Dentre o período de 1° ao 15° dia de cada mês o vendedor repassa à Sefa as informações que geram o banco de dados. A partir das informações do bando de dados do Nota Fiscal Cidadã o consumidor passa a contar com bilhetes para concorrer nos sorteios.

As informações em relação a geração dos bilhetes estão disponíveis para os consumidores no site do programa. A cada três meses a Sefa vai gerar os bilhetes, basicamente 1 a cada R$ 100,00 em compras por CPF ou CNPJ registrado no site.

No dia dos sorteios os bilhetes premiados são escolhidos de forma eletrônica e os vencedores tem a quantia do prêmio depositada na sua conta corrente ou caderneta de poupança.

A quantia da premiação será correspondente a até 5% do valor total do ICMS que foi recolhido mensalmente. A quantidade de cupons em cada sorteio varia, depende da quantidade de compras no geral. Essa é uma chance de ajudar o estado do Pará a crescer recolhendo os devidos impostos sobre as mercadorias vendidas e também uma chance incrível de ganhar prêmio incríveis em dinheiro.

Para saber mais sobre o Nota Fiscal Cidadã acesse www.sefa.pa.gov.br/nfc. Aproveite e faça o seu cadastro.

Leia também:

Nota Fiscal Eletrônica MG
  • Nota Fiscal Gaúcha
  • Sorteio Nota Fiscal Paulista
  • Boa Nota Fiscal Curitiba
  • ISS Net Online Nota fiscal

    Deixar um Comentário

    Enviar Comentário

    © 2011 Assuntos Gerais. Todos os direitos reservados.